Recuperação Judicial

Ao Empresário é o momento de reestruturar a empresa, com redução dos custos, adequação de mercado, modernização da gestão interna, principalmente, negociar passivos com bancos em todas as naturezas.

Nessa linha, a recuperação judicial é um meio seguro para a superação da crise, mantendo a fonte produtora, os empregos dos colaboradores e principalmente o pagamento aos credores de forma gradual e adequada ao fluxo de caixa da empresa. Um dos grandes méritos apontados na Lei de Recuperação de Empresas é a prioridade na manutenção da sociedade em dificuldade e dos seus recursos produtivos.